Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2015

"Vale de Prande"

Tinha ficado previamente combinado umas pedaladas campestres para hoje, com o Carlos Sales e o Juca.
O pessoal não se amedrontou com a previsão meteorológica, que previa chuva para todo o país e pelas 08h00, lá estávamos na Pastelaria "A Ministra" na Carapalha. Tomado o cafezinho matinal lançámo-nos aos trilhos em direção a Alcains, via Santa Apolónia.
Contornamos as escolas e depois da passagem pelos muros da Tapada da Estalagem, cruzamos a N.18 para a fábrica das Rações, seguindo para as Rabaças. Ali cruzamos o Rio Ocreza, agora pela ponte de madeira, em vez das passadouras, que por enquanto passaram à reserva. Com o rumo à Póvoa de Rio de Moinhos, passamos pelo Lameiro de Caria e Quinta da Pacheca, para mais à frente, logo após a passagem da Fonte da Nora, virarmos à esquerda para a Mingrocha, cruzando a Ribeirinha.
Contornamos o Tagarral e pela Tapada da Queijeira chegamos a Tinalhas, onde paramos no Café junto à igreja matriz para um momento descontraído, bebendo uns br…

"Foz da Ribeira do Muro"

Hoje foi dia de pedalada campestre na companhia dos amigos Carlos Sales, Julio Rito (Juca) e Sandro Gama. O Sandro veio ter comigo às 08h00 e pelo caminho recolhemos o Carlos, na Rotunda da Carapalha e o Juca, na Rotunda da Decatlhon. A caminho das Bequerenças, o Carlos partiu a corrente. Problema resolvido com um elo de ligação e continuámos o nosso passeio matinal. Chegamos à entrada das Benquerenças e seguimos para o velho e abandonado lugarejo da Azinheira, onde andamos um pouco entretidos nalguns dos seus trilhos catitas, até que chegamos ao Ramalhete, no apeadeiro do Retaxo. Ali tomamos a matinal dose de cafeína e toca a pedalar, rumando aos Amarelos rodeando o Vale do Pinto. Desta vez conseguimos cruzar a aldeia sem mordermos nenhum panike na padaria local, apesar do lembrete de alguém e fomos em direção aos Poços Fundos antes de chegarmos à entrada do Retaxo, subindo às Olelas. Continuámos em direção ao Vale das Quedas, cruzamos a Ribeira do Vale da Dona e chegamos ao arrabal…

"Encostas de Valverde"

Ontem foi dia de nova passeata campestre, na companhia do grande amigo Pedro Ferrão.
Logo cedo, com o ponteiro a querer chegar às 07h00, peguei na minha "Santa", instalei-a comodamente na minha "fragonete" e puz-me a caminho das Aranhas, uma típica aldeia portuguesa, que neste fim de semana se encontra em festa, com destaque para o fumeiro, provas gastronômicas, cantares de janeiras, tasquinhas e muita animação popular. Quando cheguei à aldeia, já o Pedro por ali andava em modo de aquecimento e de calçãozinho de licra . . . e eu com um frio do catano!!! Carregamos a bike e fomos até Valverde del Fresno para dar umas pedaladas descontraidas pelas verdejantes encostas de Valverde. Saímos em direção ao Monte dos Agachados por largos estradões, sempre em amena cavaqueira e aproveitando para por a conversa em dia. Descemos ao asfalto para transpor o Arroyo de la Lobera e voltamos a entrar nos trilhos rumo às Casas de Casimiro, onde iniciamos uma longa subida de pendent…

"Paredes de sirga no trilho das jans - PR1, em Btt"

Já há uns tempos que tinha planeado ir pedalar nas paredes de sirga que ladeiam a margem esquerda do Rio Tejo entre a barragem do Fratel e o embarcadouro da Amieira do Tejo. Ontem foi o dia.
Aproveitando a companhia do Sandro Gama, fomos até Nisa na minha "fragonete" que estacionamos junto à churrasqueira, onde se comem umas belas bifanas. Descarregamos e preparamos as bikes e restante material e fomos tomar o cafezinho matinal bum dos cafés do jardim. Por asfalto e em jeito de aquecimento fomos até à Lameira das Pedrinhas, onde entramos nos trilhos, bastante enlameados por sinal. Uma autêntica dança entre paredes, até chegarmos ao Monte Claro a primeira aldeia que nos viu passar naquela manhã bem fresquinha. Seguimos depois até à Falagueira, em trilhos mais abertos e menos lamacentos, cruzando eucaliptais até passarmos sob o IP2, apanhando o estradão para Vila Flor. Depois da passagem pela velha ponte romana da Ribeira do Figueiró, subimos um pouco e viramos à direita para…