Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2013

"Barragem de Santa Águeda"

Hoje, juntei-me ao Jorge Palma para uma voltinha calma e descontraida. Marcámos encontro para as 09h na Rotunda da Racha e fomos dar uma voltinha circular, com a intenção de pedalar na bonita estradinha panorâmica que ladeia durante alguns kms a Barragem de Santa Águeda, até Tinalhas. Rumámos aos Escalos Baixo, Escalos de Cima e no Alto da Lousa, virámos à esquerda para a Lardosa, onde parámos, no "Tá-se Bem" para a matinal dose de cafeína. Por ali estivemos entretidos na conversa, sobre temas banais, alheando-nos do tempo. Simplesmente absorvendo o momento. Voltámos de novo às bikes e fomos  até à bonita Bacia Hidrográfica da Barragem de Santa Águeda, vulgo Marateca. É um gozo pedalar pelo no asfalto daquela recentemente remodelada estrada. Parámos no paredão para apreciar toda aquela magnitude, onde o azul sobressai dos novos verdes e dos velhos castanhos. O desaparecimento do Outono a dar passagem para a Primavera com a passagem do Inverno, no que toca a coloridos. Um par …

"À descoberta da Serra de S. Miguel"

Ontem apeteceu-me ir vadiar com a minha "santa". Acompanhou-me o amigo Carlos Sales e fomos à descoberta da Serra de S. Miguel, um "caroço" bem redondinho, guardião das castiças aldeias de S. Simão e Pé da Serra, Das vezes que pedalei naquela zona, sempre tive a curiosidade de ir lá ao topo, onde se encontra a única antena naquela serra e um posto de vigia. É uma local pejado de bonitos PR,s. Um deles é o espetacular PR5 (À descoberta de S. Miguel) que tem início no Pé da Serra e sobe ao alto da Serra, descendo depois à Vinagra. Bonito, técnico e com vários miradouros naturais, faz jorrar adrenalina pela serra abaixo. Pelas 07h30, fui buscar o Carlos a casa e fomos até Vila Velha de Rodão, pela velhinha N.18. Parámos na Pastelaria Rodense e ali tomámos calmamente o pequeno almoço. Deslocámo-nos depois para o Cais do Tejo, um bonito local e onde se iniciam os passeios de barco, onde estacionámos a viatura. Preparámos as bikes e o restante material, sem stress, pois…

"Vale do Ponsul"

Hoje, apesar da previsão de dia chuvoso, como veio a acontecer, fui ter com a rapaziada das Docas. Ali compareceram o José Luís, o Pedro Antunes, o João Caetano, o Dário Falcão, o João Afonso, o Silvério Correia e eu. Como o percurso de hoje não contemplava a passagem por aldeias, tomámos ali mesmo, nas Docas, o cafézinho da manhã. Era minha intenção, para hoje, fazer um "testezito" cá ao "cortiço" depois da "maleita" que me tem apoquentado e arrastei a rapaziada para um percurso um pouco mais "hard". Mas eu sei que eles de vez em quando lá dão uma "refiladelazita", mas no fundo até gostam! Fomos então até ao Vale do Ponsul, por um percurso um pouco diferente das habituais rotas betêtistas. Rumámos aos Maxiais, pelo Vale dos Gagos e descemos à Ribeira da Paiteira, que cruzámos e onde sucedeu o primeiro contratempo do dia. O João Caetano fez um pequeno rasgão no pneu traseiro da sua bike. Resolvemos o problema com um reforço de câmara de…

"Voltinha rural com a asfáltica"

Aceitando o convite do João Afonso, fui até ao local de encontro, a padaria do Montalvão, na Quinta Dr. Beirão. Camparecemos eu, o João, hoje de "oficial de dia"e o Nuno Maia. O Paulo Neto encontrámo-lo já à saída do bairro e o José Luís, na outra Padaria de Montalvão. Saímos em direção à Taberna Seca e subimos aos Vilares, onde encontrámos o Álvaro Martins, que ía ao nosso encontro, por ter feito confusão com o local de concentração. À passagem por S. Domingos já eramos seis companheiros, curiosos com o que hoje nos esperava, pois havia a promessa de novidades por parte do João Afonso. E, de fato, a volta de hoje foi uma novidade. Bonitas passagens por ruelas de aldeias pouco conhecidas das asfálticas e, pasme-se . . . até single tracks hoje fiz com a asfáltica. Bonito, diferente, gostei!!! Passámos pelo Cabeço do Infante e na Silveira do Figos virámos à esquerda em direção à Fonte Longa, mas não fizemos a ligação direta, virámos mais à frente para a Silveira dos Limões, por…

"Pelas bandas da Barragem da Marateca"

Desafiado pelo Luís Lourenço, combinámos encontro pelas 10h00 na Pastelaria da Padaria do Montalvão, junto à sua residência. Juntou-se-nos o Fernando Micaelo e fomos dar umas pedaladas até que chegasse a hora de almoço. Alguns amigos, preocupados com o meu estado físico, evitam levar-me a pedalar por zonas um pouco mais "musculadas", até que me sinta apto. Agradeço a preocupação e hoje, fiquei com a impressão de que já posso "navegar por águas mais agitadas"! Rumámos então a Caféde e após a passagem pela aldeia, seguimos pela estradinha panorâmica até à Póvoa de Rio de Moinhos. Bonitas estradas, quase solitárias e excelentes para usufruirmos sem grandes receios, do uso das nossas bikes, na prática deste desporto de que tanto gostamos. À passagem pelo paredão da barragem, abrandámos substancialmente, para apreciarmos aquela explêndida panorâmica, da qual nunca me canso. Um regalo para o olhar!!! Já na Lardosa parámos no "Tá-se Bem" para uma bebida e dois de…

"Voltinha do molha - pé"

Hoje fui ter com a rapaziada das Docas, para a voltinha domingueira de Btt. Ainda um pouco dorido, mas no bom caminho, creio .  . .
12 companheiros partiram das Docas, pouco depois das 08h, aos quais se juntaram mais um na Senhora de Mércules e outros dois na extrema do Monte Brito.
O João Afonso, hoje de "oficial de dia", conduziu o pelotão por uma panóplia de trilhos catitas, sem que nos afastássemos muito cá da urbe.
Rumámos inicialmente à Sra de Mércules, com passagem pela Quinta do Chinque, descendo depois à Ribeira da Sra de Mércules com respetiva subida ao Forninho do Bispo.
Entrámos em asfalto e passando pela Garalheira, Capa Rota e Fonte Santa seguimos o estradão da divisória dos Montes de Brito e S. Luís, para um pouco mais à frente cruzarmos a N240 em direção à Quinta da Espadaneira. Cruzámos a via férrea e depois de passar por Santa Apolónia e Penedo Furado chegámos a Alcains, onde parámos, para a matinal dose de cafeína. Saímos pela zona do cemitério, agora en d…

Começar 2013 . . . finalmente!!!

Depois de uma pequena "arrelia" que me privou durante duas semanitas das lides pedalantes, voltei ao ativo. O ideal e aconselhado seria de umas 3 ou 4 semanitas . . . mas não tenho paciência para estar tanto tempo sem pedalar. Sei que não é a melhor opção, mas . . . doer, por doer . . . que seja a fazer aquilo que gosto! Hoje, aventurei-me a dar umas pedaladas calmas e descontraídas, na companhia de dois amigos, o José Luís e o Filipe Salvado, a quem agradeço a paciência de pedalarem hoje, um pouco abaixo da velocidade habitual. Ía um pouco receoso e ainda um pouco ressentido, mas tudo bem. No final fiquei satisfeito com a prestação e consciente de que durante algum tempo tenho que "navegar em águas calmas"!!! Saímos da Rotunda da Racha pelas 09h00 como tem sido habitual e fomos até S. Miguel d'Acha, onde tomámos o cafézinho matinal, no Café da D. Maria. Seguimos depois pela bonita estradinha panorâmica que liga esta aldeia á de Olêdo, calmamente, sem stress e…