Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro, 2012

"Pelas Serras da Gardunha, Maunça e Cova da Beira"

 Aproveitando hoje o belo dia de sol com que fomos prendados, fui com o Carlos Sales dar umas pedaladas por alguns dos lugares que me apaixonam, no que toca à prática do Btt lúdico. Quase todos os meus amigos sabem do meu gosto de aventura, de largos horizontes e de belas panorâmicas. De "trepar" montanhas e descobrir novos horizontes e novos recantos, sem qualquer contrapartida ou protagonismo de "meia tigela". E hoje foi mais um desses dias! O Carlos veio buscar-me pelas 07h00, carregámos as bikes e rumámos ao Fundão. A paragem foi no local habitual, nas proximidades da Pastelaria "Arte e Tradição",  para onde nos deslocámos para a matinal dose de cafeína e um bolinho a acompanhar. Depois de calmamente prepararmos as bikes e restante material, fizémo-nos aos trilhos, tomando a direção da Quinta do Convento. Estávamos já a subir por uma das encostas da Serra da Gardunha, agora com a dificuldade acrescida do terreno mais mole, dificultando a progressão. …

"Por trilhos de montado"

Hoje era praticamente impossível desperdiçar o belo dia solarengo, após uma semana cinzenta e chuvosa. Fui ter com a rapaziada das docas e comigo, compareceram mais quinze companheiros, prontos para desfrutar de mais umas pedaladas domingueiras. No passado domingo foi o Pedro Antunes a delinear a volta e hoje, fui eu a "chegar-me à frente", propondo uma ida a Monforte da Beira. A malta concordou e lá fomos nós em direção ao Forninho do Bispo, onde logo ali e até ao VG do Alcaide fizémos um aquecimento, quero dizer, aquecemos em tempo record, com o par de "paredinhas" até ao vértice geodésico. Descemos rápidamente ao Monte Jambum e seguimos pelo estradão para o Monte da Ponte, onde cruzámos o Rio Ponsul. Subimos ao Monte do Picado e aqui, já à chegada ao cruzamento de Monforte, o primeiro contratempo do dia. O pedal direito da bike do Carlos Sales recusou-se a continuar. O parafuso que aperta o pedal ao veio e o rolamento deram o berro. O parafuso partiu-se e o rola…

"Na senda do GR10"

Hoje fui até às docas ao encontro da malta que por ali se costuma agrupar. Apesar da ameaça de chuva, a manhã manteve-se impecável para a prática deste nosso lúdico desporto. Contas feitas, éramos 14 companheiros ávidos por umas pedaladas campestres. Lá partimos para os trilhos, já depois das 08h e hoje, por sugestão do Pedro Antunes, na senda do GR10, na sua passagem pela antiga praia fluvial dos Gaviões, presentemente desativada e ao abandono. Saímos da cidade pelo Montalvão em direção ao "Ramalhete", junto ao apeadeiro do Retaxo, onde tomámos a matinal dose de cafeína. Passámos pelos Amarelos e cruzámos a via férrea, para mais à frente passarmos no Vale do Morgado e descermos à Praia Fluvial dos Gaviões. Um local bonito e ao abandono e por onde passa o GR10, em direção ao Parque das Nações, em Lisboa. Uma passagem difícil e perigosa e que, verdade seja dita, evito a todo o custo. O paredão do açude tem na parte final uma zona de musgos e algas em zona pedregosa, bastante …

"Passeio pelo quintal"

Hoje foi dia de passeio cá pelo quintal, ou seja, uma volta circular sem que nos afastássemos muito cá da urbe. O inverno está aí e com ele a "asfáltica" vai gastar menos pneu, pois nesta altura do ano reduzo substancialmente as quilometragens e dias de pedalada com a "fininha". Por outro lado, dou mais previlégio à bike de btt, pois não consigo resistir aos meus dias de vadiagem, agora que o terreno está mais macio, por vezes de mais e, às cores e recortes paisagísticos próprios desta altura do ano. Vamos indo e vendo, como diz o cego! Na companhia do Nuno Eusébio e do Luís Lourenço, fomos hoje passear as "asfálticas" numa voltinha circular, passando por Escalos de Cima, Escalos de Baixo e Lardosa, onde apontámos o azimute às Atalaias. Seguimos depois para a Soalheira, onde parámos nas bombas, para a matinal dose de cafeína. Nós a chegar e a malta do Continente a abalar. Fomos seguidamente até ao Louriçal do Campo, onde apanhámos  o ainda recente estradão …

"VIII Maratona Trilhos da Raia"

Sendo já um participante quase incondicional deste evento, lá fui mais uma vez até Idanha-a-Nova participar na VIII Edição dos Trilhos da Raia. Fui com o Nuno Eusébio e com o Luís Lourenço. Já em Idanha, juntámo-nos a outra rapaziada cá do burgo, o Abílio Fidalgo, o Nuno Maia, o Nuno Dias, o Dário Falcão, o Marcelo e o Carlos Sales. Depois do habitual breefing, lá foi dada a partida com a animação do costume. O Nuno Maia, este ano e certamente a querer testar a sua performance, não lhe tornámos a pôr a vista em cima. Muito pó e muita "tremura" de grande parte dos participantes nas primeiras dificuldades, demorou um pouco a conseguir-se pedalar com alguma fluidez, que foi quase uma constante até ao primeiro abastecimento e onde se encontrava a separação dos dois percursos e também do nosso grupo. Mas tudo bem. Foi uma opção nossa, irmos o mais junto possível e na "galhofa", usando e desfrutando dos belos trilhos da raia e dos seus soberbos singles, que têm o condão…