segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

"II Passeio Btt > Rota do Azeite"

Pelo segundo ano consecutivo, no passado domingo, participei num dos passeios mais bonitos da região . . . o "II passeio de Btt - Rota do Azeite", inserido na Feira do Azeite e do Fumeiro, em Proença a Velha.
Uma organização da ACIN, de quem certamente já não poderemos esperar melhor, pois a qualidade que colocam nos seus eventos é já bastante alta.
Por trilhos de enorme beleza e paisagens estonteantes, ainda mais para quem não conhecia a zona, decorreu este passeio, onde os já afamados single traks da zona do Torrão foram a delícia dos participantes, eu incluído.
Este ano tivemos ainda o privilégio de desfrutar de mais uns bonitos singles pela margens do Rio Torto, colocando este evento, quase que posso afirmar, no calendário vitalício da maioria dos participantes.
Não pude desta vez registar alguns momentos deste passeio, pois a minha digital "zangou-se comigo" recuzando-se a trabalhar e como tal, para alegrar um pouco este texto, fui roubar um par de fotos à galeria da ACIN. Espero que não fiquem muito zangados!!!
Foram 35 kms de puro prazer e plena comunhão com a natureza, terminando com um lauto almoço junto ao recinto da feira.
Uma vez mais devo agradecer à malta da ACIN por esta bela manhã de Btt e convívio, onde pude fazer uma das coisas que mais gosto . . . pedalar inserido em paisagens de beleza impar, "calcorreando" trilhos que nos trasportam para outra dimensão, longe do stress e da azáfama do dia a dia.
Ainda este ano penso voltar a Idanha, certamente nos Trilhos da Raia, um evento imperdível, e para o ano, lá estarei novamente no "III Passeio da Rota do Azeite"


Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou, fora deles!!!
AC

domingo, 7 de fevereiro de 2010

"Uma aventura até à Serra do Muradal"

Conforme combinado préviamente com o Nuno Eusébio, hoje, caso o tempo o permitisse, a volta seria um uma espécie de treino para o SRP160.
O Pedro Barroca também se uniu a nós, mas acompanhando-nos até à Serrasqueira, pois tinha compromissos e tinha que estar em casa cedo e a volta de hoje ía-se alongar um pouco derivado à altimetria e quilometragem.
Saímos os três da Pires Marques com intenção de ir tomar a dose matinal de cafeína no Palvarinho, o que aconteceu, depois daquela sempre difícil subida à Capela de Santo António, agora agravado com estado do terreno com muitos regos e alguma lama.
Seguimos depois em direcção à Praia Fluvial do Muro e subímos à Serrasqueira, onde nos despedímos do Pedro Barroca, que nos acompanhou até alí e a quem agradeço a companhia.
Contornámos a aldeia e pedalámos pelos Vales do Estacal e Olho Calhão até cruzarmos a Rapoula, onde pouco depois acompanhámos a Ribeira da Magueija durante alguns kms, passando ainda pelas Gatas, Monte Goula, Azenha de Cima e Magueija, seguindo um dos trilhos de xisto.
Subimos ao Pé da Serra e Lameira, descendo seguidamente para a bonita Barragem da Cardosa, um recanto de imensa beleza.
Ali parámos um pouco a apreciar a paisagem, olhando para as antenas eólicas da Serra do Moradal, dissimuladas pela neblina, tomando coragem para as duras e longas rampas que nos esperavam em direcção às ditas antenas.
Já quase no topo, virámos à direita para uma adrenalínica descida entre pinhal que nos levou ao Vale do Curral e logo de seguida à bonita aldeia da Cardosa, onde nos divertimos pedalando nuns singles entre xisto simplesmente espectaculares.
Dalí ladeámos a Ribeira da Silvosa e logo depois a Ribeira da Paiágua, até esta última aldeia, entrando seguidamente na imponente Serra da Pedragueira, onde após algumas pequenas dificuldades a transpor uns quantos pinheiros caídos no trilho, provávelmente derivado à neve, apanhámos caminho livre para descer em alta velocidade até à estrada para Almaceda.
Entrámos depois num bonito single track que nos levou até às Rochas de Baixo, onde efectuámos nova paragem para abastecimento.
Depois foi seguir ladeando a linda ribeira de Almaceda até ao Martin Branco, onde contornámos a Barragem da Várzea do Porto do Conde, seguindo depois o Tripeiro até ao Barbaído.
Já com a cidade no horizonte, com um belo acumulado e umas boas dezenas de kms, continuámos a nossa aventura passando entre as aldeia do Freixial e Juncal em direcção a Santa Catarina e Valverde, entrando na cidade pelo lado da Tapada das Figueiras e Parque de Campismo.
Um belíssimo treino para o SRP160, mas apenas de pouco mais de metade do que compõe a prova, mas ainda faltam dois meses e até lá, certamente conseguirei melhor performance.
Foram 92 kms de bastante dificuldade, com muitos e bonitos trilhos, soberbos single tracks, umas quantas paredes, bem "sacaninhas" onde a avózinha se fartou de "serrar", umas adrenalínicas descidas e a passagem por 14 bonitas aldeias, prencheram hoje a minha alongada manhã de btt, acompanhado pelo amigo Nuno Eusébio, que também ele adora este tipo de aventuras e na parte inicial, pelo Pedro, que com pena nossa não nos pôde acompanhar.
Outras aventuras virão, assim as pernitas o permitam e o espírito de aventura não me abandone.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou, fora deles!!!
AC
Clica na foto

Entre Serras

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

"Ratinhos e Vale Pousadas"

Hoje tive como companheiro de pedalada o amigo Sérgio Marujo, que como préviamente combinado, foi ter comigo à Pires Marques, de onde partimos cerca das 08h15 para mais uma manhã de diversão.
Contrariando as previsões meteorológicas, a manhã apresentou-se solarenga, apesar de algo fria, o que me levou a idealizar um percurso mais completo.
Com saída pelo Valongo e contornando os Maxiais, depressa chegámos às Olelas, despida de nebulosidade, proporcionando-nos belas paisagens num horizonte longínquo.
Serpenteámos por trilhos diversificados e com vários graus de dificuldade, ou não estivéssemos ainda em tempo de lamaçais e depressa chegámos à zona onde numa adrenalínica sequência de descidas chegámos aos "Ratinhos".
Foi então que o Sérgio deu por falta do seu gps, um Garmin Colorado, que nos deixou apreensivos.
Voltámos então atráz, subindo as rampas que momentos antes havíamos descido com tanto gozo, para agora lentamente vasculhar-mos o terreno em busca do aparelho perdido.
As largas dezenas de metros íam-se somando e o gps não aparecia, mas eis que no meio da última subida, ou primeira descida no sentido em que foi perdido, lá estava ele bem visível no trilho.
Ao Sérgio nasceu-lhe uma alma nova e a mim, a satisfação de tudo acabar bem e o aparelho não apresentar danos visíveis.
Mas nem tudo se perdeu, pois voltámos a descer de novo a alta velocidade até aos Ratinhos.
Seguiu-se uns kms de estradão até Vale Pousadas, onde tomámos a matinal dose de cafeína.
Pedalámos seguidamente em terreno ondulado pela base da encosta de S. Gens até entrarmos nos olivais de Alfrívida e após cruzar a povoação, virámos à esquerda para as constantes subídas até aos Maxiais, entrando na cidade pela antiga N.18, pois o Sérgio tinha compromissos.
Foram 65 kms percorridos numa manhã solarenga e pese embora a situação do gps, acabámos por nos divertir com umas boas pedaladas de Btt.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou, fora deles!!
AC

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

"Convívio de amigos dos "Pedais do Paúl"

No passado domingo, os "Pedais do Paúl" juntaram cerca de uma centena de amigos, praticantes de Btt, para um passeio convívio nos bonitos trilhos pela serrania envoltente daquela bonita Vila.

Tive o previlégio de ser um dos convidados, cortesia do amigo Zé Soares da Loja Vertente.Bike na Covilhã e acompanhado do amigo Silvério e do Nuno Eusébio, lá nos dirigimos ao Paul, onde nos concentrámos pelas 08h30 no Campo de Futebol daquela localidade.
Foi com imenso prazer que reví alguns amigos com quem puz a conversa em dia, como se ousa dizer e, conheci outros, trocando ideias e falando sobre variados assuntos, onde o tema principal era esta nossa bonita e lúdica modalidade, o Btt.
Arredado da aguerrida competividade usual nos eventos de btt, este passeio, apesar de recheado de bons atletas praticantes desta modalidade, teve um cariz meramente lúdico e de puro convívio, onde o companheirismo e sã camaradagem fortaleceram a intenção deste Grande Grupo, que dá pelo nome de "Pedais do Paúl", na intenção e na amizade, que premiaram esta bela manhã de Btt e onde todos se divertiram pelos bonitos trilhos e soberbas paisagens que enriqueceram este grandioso convívio.
Como cereja em cima do bolo, um memorável almoço confeccionado no local por excelentes cozinheiros, para quem também direcciono o meu bem haja, que nos brindaram com uma Chanfana como não comia há já algum tempo, bem regada e que certamente não deixou ninguém indiferente.
Afinal btt não é só arfar e espalhar suor por esses trilhos fora, no encalço do praticante que nos antecede e com um lugar de pódio em mente.
É também estes convívios, onde se reúnem amigos com um objectivo comum; É num grupo de amigos "calcorrear" cabeços e vales transbordando "adrenalina"; É o passeio sereno, só ou acompanhado, em busca de paz e serenidade, imerso nas bonitas paisagens que nos toldam a retina; Ou mesmo, pedalando "com gana" para manter o "cabedal" bem delineado..
O meu sincero bem haja à "malta dos Pedais do Paúl" por este excelente convívio e pela bonita manhã de btt pelos belos trilhos e grandiosas paisagens que circundam a airosa Vila do Paúl.
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
Ou, fora deles!!

AC

Clica na foto

Passeio Convívio "Pedais do Paúl"#31Jan2010#