domingo, 24 de janeiro de 2010

"Uma escapadela ao Vale de Ronções"

Últimamente as pedaladas têm sido escassas. O tempo não tem ajudado e o vício vai-se acumulando.
Mas hoje, estava uma bonita manhã para a prática do nosso lúdico desporto, e assim, aproveitámos a oportunidade e fomos dar uma voltinha com as nossas bikes.


Na companhia do Silvério, Nuno Eusébio, Pedro Barroca e João Afonso fomos fazer uma visita ao bonito Vale de Ronções, nas imediações da Ribeira de Alpreade e Fragas de S. Sebastião.


Saímos pela Quelha dos Desembargadores e logo aí a manhã começou a ser divertida, com as peripécias de cada um para ultrapassar a grande quantidade de água e lama que dificultavam a progressão.


Com passagem pelo Alagão, entrámos na Quinta do Curral do Prego, onde em plena liberdade, deparámos com uma corpulenta avestruz que tal como nós, mostrou um ar intrigado.


Passámos para o Monte Brito e Vinha do Marco para chegarmos aos Escalos de Baixo, onde hoje era dia de mercado.

Pedalámos por diversas quelhas entre o cemitério e o campo de jogos, para rumarmos de imediato à Lousa, onde nos esperáva o cafézinho da praxe.

O Nuno Eusébio, exímio mergulhador, aproveitando a manhã solarenga, resolveu dar um valente mergulho numa charca lamacenta, mas o malandro fê-lo às escondidas, arredado dos nossos sequiosos olhares nestas cenas das quedas aquáticas. Espero que da próxima vez nos deixes apreciar o momento. eh eh eh!!!

Depois da matinal dose de cafeína no nosso Café de eleição na Lousa, seguimos em direcção às terras da Navancha, onde nos lançámos numa adrenalínica descida, agora a ser feita com algum cuidado, derivado ao estado dos terrenos, até à Ribeira de Alpreade junto às Fragas de S. Sebastião.

Subímos depois por um trilho enlameado, eu diria dançante, até ao Vale de Ronções, onde nos divertimos com algumas passagens lamaçentas e tirámos a foto de grupo.

Seguímos depois para a zona das Casinhas e daí até às hortas dos Escalos já em direcção à cidade.
Uma última paragem em Santa Apolónia para atestar de líquidos no chafariz e estava quase terminado o nosso passeio de hoje.

Entrámos na cidade cerca das 12h com 55 kms percorridos numa bonita manhã para a prática do Btt.

Uma "tralhinha" para a despedida no Café Lusitano e cada um foi para seu lado, depois dumas quantas horas divertidas entre bonitos trilhos e belas paisagens.


Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles!!!
AC

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

"Momentos"

Um pouco de Btt, num passado ainda recente.



Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles
AC

domingo, 10 de janeiro de 2010

"Lentiscais"

Hoje, na companhia do Silvério e do Nuno Eusébio, resolvemos ir até aos Lentiscais tomar um cafézinho bem quentinho, pois hoje o dia, tal como os anteriores, estava bastante frio.
Nada melhor que umas subidinhas para aquecer e como tal, rumámos ao S. Martinho, onde virámos à esquerda para o Forninho do Bispo onde efectivamente aquecemos com um bom trio de subidas até ao talefe.
Em rápida descida, depressa chegámos ao Monte da Ponte e dai rumámos ao Monte do Picado, seguindo até aos Lentiscais, onde tomámos a matinal dose de caféina no café do João. (Pescaça)
Uns minutos de conversa, enquanto que no exterior já nevava com alguma intensidade.
Já durante o percurso eramos brindados de vez em quanto com uns floquinhos de neve algo envergonhados.
O Nuno Eusébio tinha que estar em Castelo Branco pelas 11h30, pois hoje é dia de aniversário da sua mãe e não queríamos comprometê-lo, por isso, pés nos pedais e aí vamos nós!!!
Fomos alternando alguns trilhos, para o regresso não ser exactamente pelos que alí nos levaram e pelas 11h00, estávamos no Bairro das Perdizes a tomar um digestivozinho para aquecer o corpo e a alma, enquanto que cá fora, a neve aumentava de intensidade e começava já a acumular qualquer coisita. Que bonito!!!
Acabou por ser um passeio engraçado com 41 kms e bastante divertido, por trilhos "fofinhos" e escorregadios.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles!!!
AC

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

"A primeira de 2010"

Fui hoje, na companhia do amigo Carlos dar as primeiras pedaladas de 2010.
Ambos com o perfil um pouco mais arredondado, por culpa das habituais iguarias e guloseimas natalícias e de fim de ano, lá nos arrastámos calmamente num passeio cujo objectivo era queimar algumas calorias excedentárias e voltar a sentir o cheiro dos campos e olhar as suas múltiplas cores.
Rumámos em direcção à zona de lazer e pelas traseiras da padaria de Montalvão saímos para o campo.
Logo alí a primeira dificuldade, com o terreno bastante pesado e enlameado, pelo que, até chegar própriamente à Barragem da Talagueira, foi uma autêntica dança.
Atravessámos o Baixo da Maria e seguimos em direcção às Benquerenças, sempre pelo estradão que acompanha a IP2, passando mais uma vez à porta do Ramalhete, sem a que era hà algum tempo atrás, paragem obrigatória.
Mas íamos já com o pensamento nas delícias da Padaria dos Amarelos, e foi mesmo ali que efectuámos a primeira paragem.
Por alí nos mantivemos durante algum tempo na conversa e comendo um apetitoso croissant com recheio de chocolante, deitando logo por terra a ideia inicial desta volta ser para queimar excessos. Mas alí os bolinhos são tão bons, que não conseguimos resistir!!!
Descemos depois até à velhinha N.18, para seguidamente virarmos à esquerda numa subida com uma inclinação nada indicada para esta altura, mas necessária, neste caso, para chegarmos ao estradão que passa nas traseiras da estação de serviço e por onde pedalámos até entrarmos na trialeira que nos conduziu às Olelas.
Depois da paragem habitual para comtemplar aquela sempre bonita paisagem, com a nossa cidade como pano de fundo, a ela nos dirigimos, efectuando a última paragem no Bar da Associação do Valongo para também pela primeira vez este ano, mordiscarmos os já afamados tremoços XXL.
Valeu-nos as tréguas dadas hoje pelo S. Pedro, que proporcionou uma bela manhã para pedalar sem que a chuva e o frio dos dias anteriores.


Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles!!!
AC